Clientes

Guia Completo de Saúde Bucal

Publicado em 11 de novembro de 2017.

“A saúde começa pela boca”!

Você já deve ter ouvido essa frase diversas vezes ao longo de sua vida e, acredite, isso não é conversa de dentista querendo ganhar dinheiro; é a mais pura verdade. E não estamos falando somente de hálito fresco, gengivas saudáveis e dentes livres da cárie, estamos falando da saúde geral do organismo humano.

A boca é a porta de entrada para diversas doenças e a má higiene causa proliferação de bactérias que se espalham por outras partes do corpo e podem até mesmo cair na corrente sanguínea. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a saúde bucal está relacionada diretamente às doenças cardiovasculares.

Além disso, mulheres grávidas que apresentam problemas periodontais também têm a saúde afetada, pois os sangramentos gengivais podem levar ao parto prematuro, afetando também a saúde do bebê.

Viu como cuidar da saúde bucal é importante? E muitas pessoas nem imaginam que a boca leva doenças a outras partes do corpo e não cuidam da higiene da boca como cuidam do corpo.

 

COMO ESCOLHER A ESCOVA DE DENTE IDEAL?

Se você não se preocupa em escolher sua escova de dentes, já está cuidando de sua higiene bucal de forma errada.

Afinal de contas, a escova é sua principal aliada na hora de limpar a sujeira do dia a dia que fica acumulada nos dentes e gengiva.

E lembre-se que a mais bonita nem sempre é a melhor, então esqueça aqueles modelos mirabolantes.

Uma boa escova de dentes é aquela que possui cerdas macias, de cabeça pequena e arredondada.

As cerdas proporcionam uma escovação confortável, sem causar traumas na gengiva e desgaste nos dentes. Já a cabeça pequena e arredondada permite que você consiga alcançar os dentes do canto da boca com mais facilidade.

Prefira também as escovas de cabo liso, pois as borrachas nos cabos acumulam sujeira e aumentam a quantidade de bactérias.

Sabe aquelas escovas que possuem uma tampa acrílica na cabeça? São ótimas para conservar e proteger as cerdas e ainda evitar contaminações.

 

E QUAL A FORMA CORRETA DE ESCOVAR OS DENTES?

Há quem pense que escovar os dentes com força limpa melhor. Nada disso, o hábito de escovar os dentes com força, ao longo do tempo, causa retração na gengiva, ou seja, a raiz do dente fica exposta.

Quando isso acontece, a gengiva inflama, sangra e os dentes ficam sensíveis. A escovação deve ser feita após as refeições e pelo menos 3 vezes ao dia, principalmente antes de dormir. Aliás, a escovação noturna não deve ser ignorada em hipótese alguma, mesmo que você esteja em suas últimas energias, não vá dormir sem escovar os dentes.

A produção de saliva é o que dificulta a ação das bactérias, pois a saliva diminui a acidez bucal. E, durante o sono, a salivação diminui drasticamente e caso você não escove os dentes, as bactérias vão fazer a festa na sua boca a noite toda.

É por isso que, quando você dorme sem escovar dentes, acorda com um gosto ruim na boca, com o hálito mais forte e quando passa a língua nos dentes, sente uma camada grossa e espessa. Essa camada nada mais é do que a placa bacteriana — a causadora de cáries, do tártaro e de problemas na gengiva.

 

COMO HIGIENIZAR A LÍNGUA?

Para uma limpeza bucal completa, a língua também deve ser higienizada. Sua limpeza é tão importante quanto escovar os dentes, pois ela auxilia na mastigação. Uma língua mal higienizada traz tanto complicações bucais como atrapalha a estética, pois ela fica esbranquiçada.

Você já reparou como é desagradável conversar com uma pessoa e ver aquela língua esbranquiçada? Essa massa esbranquiçada é chamada de saburra e é composta por células descamadas da boca, muco e bactérias.

A halitose, o desagradável mau hálito, é um dos problemas causados pela saburra. Além disso, a sujeira acumulada faz com que a produção de saliva diminua. E, como vimos lá em cima, a saliva é a responsável por manter e por proteger os dentes da placa bacteriana.

Além de evitar que você tenha problemas de saúde bucal, a boa higienização da língua a deixa com aspecto agradável.

 

DEVO USAR FIO DENTAL?

A escova dental não consegue limpar entre os dentes, certo? Mesmo que você faça a escovação corretamente, pode ser que fiquem restos de alimentos entre os dentes.

Por isso, é recomendável pelos dentistas usar o fio dental pelo menos 1 vez ao dia.

O uso do fio dental é tão importante quanto a escovação e a raspagem de língua para manter a saúde bucal em dia.

Mas não pense que pode passar o fio dental de qualquer jeito. Se você fizer isso, pode machucar sua gengiva.

 

DEVO USAR ENXAGUANTE BUCAL?

Para completar seu ritual de higienização bucal e garantir sua saúde e bem-estar, você pode usar um enxaguante bucal.

Mas isso não é obrigatório, a menos que seu dentista indique um produto específico para tratar alguma doença oral ou no período pós-cirúrgico.

Nestes casos, o enxaguante bucal só pode ser usado com supervisão do dentista e por prazo determinado, pois pode causar danos à sua boca e seus dentes.

Mas, se você quer apenas complementar a higiene de sua boca,  opte por enxaguantes à base de flúor, pois eles podem ser usados diariamente. O flúor contido nos enxaguantes combate a perda de minerais das camadas mais externas dos dentes, processo que leva à formação de cáries.

Além disso, não há nenhuma contraindicação para pessoas adultas usarem o enxaguante fluoretado. Você apenas deve tomar cuidado para não engolir o líquido.

 

COMO CUIDAR DA HIGIENE BUCAL DAS CRIANÇAS?

Até agora você viu como a higiene bucal garante a saúde e bem estar de sua família, mas ainda não falamos sobre a higienização oral dos pequenos.

Bom, isso depende da idade da criança, mas os cuidados com a saúde da boca devem começar antes do nascimento dos primeiros dentes.

Veja como devem ser os cuidados com a saúde bucal dos pequenos:

Como cuidar da saúde bucal dos bebês?

O cuidado com a saúde bucal dos bebês deve iniciar mesmo quando os dentes ainda não nasceram. Os cuidados com a saúde bucal, como já comentamos acima, não incluem somente os dentes, certo? Os cuidados já devem começar logo após o nascimento da criança.

No recém-nascido, a higienização bucal serve para limpar os resíduos de leite da boca. Para isso, você pode umedecer uma fralda ou gaze com água filtrada e limpar as gengivas, as bochechas e a língua.

A partir dos 6 meses de idade, já começam a nascer os primeiros dentinhos do bebê. Nesse momento, você deve trocar a gaze por uma dedeira de silicone.

Para higienizar a boquinha do bebê, faça movimentos suaves para limpar os dentinhos e massageie as gengivas dele delicadamente.

Quando o bebê completa o primeiro ano de vida, é hora dele usar a escova dental. Como o bebê não sabe cuspir, ele deve usar uma pasta dental sem flúor, pois essa substância pode causar danos à sua saúde.

E das crianças maiores?

Crianças a partir de 4 anos já podem fazer uso de pasta dental com flúor. Mas nem pense em deixar seu filho dessa idade escovar os dentes sozinho. Fique por perto e ensine para ele como usar a escova e o fio dental.

Se seu filho não gosta de escovar os dentes, o que é normal nas crianças, conte para ele como a escova e a pasta de dente matam os bichinhos maus que ficam dentro da boca, querendo comer seus dentinhos.

Ele pode achar divertido e tomar gosto pela escovação diária.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DE IR AO DENTISTA?

As visitas regulares ao dentista fazem parte dos cuidados com a saúde e o bem-estar de qualquer pessoa.

Por isso, você deve ir ao dentista regularmente a cada 6 meses. As visitas periódicas ao consultório odontológico permitem que o profissional encontre possíveis irregularidades na sua boca.

Vale lembrar que algumas doenças bucais são traiçoeiras e não avisam que estão infestando nossa boca.

Apenas o profissional é capaz de reconhecê-las e propor o melhor tratamento.

Fazer uma limpeza profunda periodicamente também faz parte do ritual de higiene bucal.

Ela deve ser feita pelo menos uma vez por ano ou de acordo com a recomendação de seu dentista.

 

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado a entender um pouco mais sobre a importância da saúde bucal e seus principais cuidados!

 

Caso queira saber mais, baixe nosso EBOOK gratuitamente e compartilhe com seus amigos e familiares!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Postar Comentário